quinta-feira, 18 de outubro de 2012

AFRO BASALDELLA




Afro Basaldella

Biography

Afro_36935

 Afro Basaldella nasceu em uma família de pintores e embarcou em uma carreira artística desde cedo. Após a sua formação em uma escola secundária artística em Veneza, seu irmão, Mirko, um aluno de Arturo Martini, apresentou-lhe a cena de arte de Milão de 1930. Quando seu irmão se mudou para Roma, Afro então entrou em contato com os artistas da Scuola Romana e em 1937 teve sua primeira exposição individual na Galleria della Cometa em Roma.Durante a década de 1940, o trabalho afro em grande parte consistia de pinturas murais, e ensinou na Accademia di Belle Arti em Veneza até 1945. Após a Segunda Guerra Mundial, voltou para Roma e começou a atrair um público mais internacional como ele estabeleceu relações mais estreitas com o mundo da arte americana, acabou participando da exposição de arte século XX italiano no MoMA em 1949.

 Em 1950, Afro viajou para Nova York e começou uma colaboração de vinte anos com a Catherine Viviano Gallery. Ele ganhou uma maior familiaridade com a cena de arte de Nova York, desta vez, o que seria de grande impacto de seu estilo.Como parte do Gruppo degli Otto (compreendendo Afro, Birolli, Corpora, Moreni, Morlotti, Santomaso, Turcato e Vedova), fundada em 1952, Afro manteve uma clara autonomia artística: a qualidade, a lírica emotiva de suas pinturas foi além dos limites da arte figurativa e abstrata, resultando em pinceladas livres, leves que lembram o expressionismo abstrato americano.Na Bienal de Veneza 28, em 1956, foi galardoado com o Prémio de Pintura de melhor artista italiano, e dois anos mais tarde ganhou o Prêmio Guggenheim, em Nova York. Perto do final da década de 1960, sua obra começou a ter um maior imediatismo expressivo e forte senso de geometria em suas formas. 

 Exposições internacionais se sucederam nos anos de 1960 e 1970, na Itália e na Europa, mas em 1976, Afro morreu depois de uma série de problemas de saúde. Seu trabalho continuou a atrair elogios da crítica mundial nos anos após a sua morte.Udine, 1912 - Zurique, 1976C.VExposições de Nova York - 8 março - 12 maio 2012Obras EscolhidasAfro-Ragazzo con il Toro-37309Afro - Ragazzo con il Toro

    
1954


Afro Basaldella was born into a family of painters and embarked on an artistic career from an early age. After his training at an artistic secondary school in Venice, his brother, Mirko, a pupil of Arturo Martini, introduced him to the Milan art scene of the 1930s. When his brother moved to Rome, Afro then came into contact with the artists of the Scuola Romana and in 1937 had his first solo exhibition at the Galleria della Cometa in Rome. 

During the 1940s, Afro’s work largely consisted of mural paintings, and he taught at the Accademia di Belle Arti in Venice until 1945. After World War II, he returned to Rome and began to attract a more international audience as the he established closer relations with the American art world, eventually participating in the XX Century Italian Art exhibition at the MoMA in 1949. In 1950, Afro travelled to New York and began a twenty-year collaboration with the Catherine Viviano Gallery. He gained a greater familiarity with the New York art scene of this time, which would greatly impact his style.

As part of the Gruppo degli Otto (comprising Afro, Birolli, Corpora, Moreni, Morlotti, Santomaso, Turcato and Vedova), founded in 1952, Afro maintained a clear artistic autonomy: the lyrical, emotive quality of his paintings went beyond the limits of figurative and abstract art, resulting in free, light brushstrokes reminiscent of American abstract expressionism. 

At the 28th Venice Biennale in 1956, he was awarded the Painting Prize for best Italian artist, and two years later won the Guggenheim Prize in New York. Toward the end of the 1960s, his work began to take on a greater expressive immediacy and stronger sense of geometry in his forms. International exhibitions succeeded each other in the 1960s and 1970s in Italy and Europe, but in 1976, Afro died after a series of health problems. His work has continued to attract global critical acclaim in the years following his death.
Udine, 1912 – Zurich, 1976
C.V

Afro-Coro Di Santa Sabina-37438

Afro

Coro Di Santa Sabina (Choir of St. Sabina)

  • 1962
  • Oil on canvas
  • 26 3/8 x 31 1/8 in, 67 x 79 cm.
  • HV 34738


Selected Works

Afro-Ragazzo con il Toro-37309

Afro - Ragazzo con il Toro

  • 1954
  • Mixed media on canvas
  • 39 3/8 x 58 1/4 in, 100 x 148 cm
  • HV37309
http://1.bp.blogspot.com/-7vFHbcMqezY/T7kmDXHgnEI/AAAAAAAABao/jJJBqcyxx-0/s1600/@raminhoPicasso..bmp
Pablo Picasso

Li-30. 離 - Sol
 Fonte:
  • Haunch of Venison © 2012
  • http://haunchofvenison.com/artists/afro_basaldella/
 

Nenhum comentário: